Receba Novidades do Blog em seu e-mail

Totus

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Coaching para auditor do TCU

Eu (Guto Bello), Patrícia Yuri e Alysson Cardoso oferecemos coaching para o concurso de auditor federal de controle externo do TCU pela Totus Concursos
 
Eu fui técnico e auditor do TCU (aprovado em 11º no concurso de 2006) e atualmente sou consultor legislativo do Senado Federal (aprovado em 2º lugar no concurso de 2008), na área de orçamentos. Sou graduado em estatística, pela UnB, e em direito, pela Faculdade Processus. Tenho pós-graduação em direito administrativo.


Patrícia Yuri foi Analista de Finanças e Controle na CGU e atualmente é Auditora Federal de Controle Externo no TCU. É formada em odontologia, pela UERJ, e especialista em auditoria e controle governamental, pelo Instituto Serzedello Corrêa.

Alysson Cardoso é analista em Ciência e Tecnologia no MCTI, graduado em História, pela Unipam, e coach, certificado pela Sociedade Brasileira de Coaching.
O coaching envolve as seguintes atividades:

1) diagnóstico inicial com utilização de questionários para traçar o perfil do candidato, simulados iniciais de todas as matérias com validação estatística dos resultados (amostragem sistemática e com número de questões suficiente para garantir estatísticas fidedignas sobre o desempenho) e correção de redação inicial;

2) proposta de metodologia de estudos de acordo com o perfil do candidato, resultados iniciais obtidos, segundo um critério de distribuição de tempo de estudo que considera o tempo total disponível, pesos prováveis das matérias e conhecimento demonstrado pelo candidato nos simulados iniciais;

3) compartilhamento de planilha na internet para relatório e acompanhamento dos estudos, de acordo com as três perspectivas de estudo: teoria, questões, leitura das normas;
análise do edital;


4) estabelecimento de metas semanais de estudo;
montagem de quadro semanal de estudos;


5) orientações para a prova discursiva e correção de até duas redações por mês (os temas serão propostos e as redações corrigidas, quanto ao conteúdo, diretamente pelos coaches; quanto ao português as correções serão feitas por professores de português de acordo com critérios do Cespe);

6) reuniões virtuais mensais pelo hangout do google;

7) contatos por email para resolução de dúvidas quanto à metodologia de estudos;

8) indicação de materiais;

9) simulados para monitoramento do estudos;

10) auxílio para a elaboração de recursos.

O serviço é remunerado por mensalidades de R$ 722,00 ou de R$ 650,00, para associados à Andacon, e por honorários de sucesso, equivalentes a duas remunerações brutas do cargo, divididas em doze vezes a partir da posse. 

Mais informações podem ser solicitadas pelo link http://www.totusconcursos.com/interessetcu.html.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Curso Guia Prático para Aprovação em Concursos Públicos

O curso "Guia Prático para Aprovação em Concursos Públicos", de minha autoria, está agora disponível em vídeo, lançado pela Totus Concursos. O curso é fruto da minha própria experiência com concursos públicos e do que tenho observado ao longo de 18 anos nas práticas dos melhores concurseiros. Já fui aprovado em diversos concursos: consultor legislativo do Senado Federal (área de orçamentos); auditor federal de controle externo do TCU; conselheiro-substituto do TCE/GO; analista de planejamento e orçamento do MPOG; tabelião (CE e MA); técnico de controle externo do TCU; técnico judiciário do STJ; técnico judiciário do TRT; segurança da Câmara Legislativa. No curso, dentre outros, são abordados os seguintes temas: como estimar o conhecimento das matérias; quais critérios devem ser utilizados para distribuir o tempo de estudo; dicas para organizar o quadro semanal de estudos; como equilibrar o tempo entre revisão teórica, resolução de questões e leitura das normas; como selecionar o material de estudo; como se preparar para a prova discursiva. Segue o link para quem tiver interesse: http://www.totusconcursos.com/planoguia.html

domingo, 21 de setembro de 2014

Para Deputado Distrital, vote Guto Bello, 40401

Sou candidato ao cargo de Deputado Distrital, pela Coligação Somos Todos Brasília (PSB, PDT, SD), número 40401. Vejam a apresentação da minha candidatura.


terça-feira, 13 de maio de 2014

"Guia Prático para Aprovação em Concursos Públicos"

Ministrei o curso "Guia Prático para Aprovação em Concursos Públicos" em várias cidades do DF no primeiro semestre de 2014. Além do relevante serviço à sociedade e, em especial, aos concurseiros, pretendi com essa ação divulgar a Associação Nacional dos Concurseiros - Andacon e também os trabalhos que desenvolvo na área de concursos públicos. 

Dentre outros, foram tratados os seguintes temas: como estimar o conhecimento das matérias; quais critérios devem ser utilizados para distribuir o tempo de estudo; dicas para organizar o quadro semanal de estudos; como equilibrar o tempo entre revisão teórica, resolução de questões e leitura das normas; como selecionar o material de estudo; como se preparar para a prova discursiva.

Caso você deseje ser avisado sobre as próximas edições do curso, faça a sua Pré-inscrição.  

Veja as fotografias dos eventos realizados na Asa Norte, em Sobradinho e em Taguatinga:

Imagem inline 2

Foto: Curso "Guia Prático para Aprovação em Concursos Públicos" em Ceilândia, com Guto Bello, no dia 01/03/2014.

Imagem inline 3

Imagem inline 1


segunda-feira, 12 de maio de 2014

Concurso para integrantes dos tribunais de contas

A ONB Brasil Transparente fez um amplo levantamento sobre os tribunais de contas brasileiros. A maioria dos conselheiros/ministros já exerceram cargos políticos. 20% já foram condenados por improbidade administrativa e peculato, dentre outros crimes. Só para citar alguns exemplos: no TCE/AL, um dos conselheiros já cumpriu pena por homicídio (ele matou a mulher); no TCE/GO, 5 dos 7 conselheiros estão com problema na justiça; no TC/DF, há o caso de um conselheiro envolvido no mensalão do DEM. 

O estudo também questiona o custo dos tribunais quando comparado com o custo das assembléias legislativas. O custo por conselheiro do TCE/SP equivale a 9 vezes o custo por deputado estadual. Quanto ao custo, talvez não seja interessante a comparação entre os custos por conselheiro e por deputado. Embora os tribunais estaduais possuam apenas 7 conselheiros, é necessário que eles tenham um corpo técnico numeroso para dar conta de todas as fiscalizações. Isso aumenta os custos de funcionamento. O conselheiro assume um papel revisor, pois o trabalho de fiscalização é efetivamente feito pelos auditores dos órgãos. O grande problema é que o custo é muito grande para resultados muito pequenos, pois se verifica baixa efetividade das decisões, especialmente quanto ao pagamento das multas aplicadas. 

As indicações políticas dos integrantes dos TCs não coadunam com a natureza técnica que as decisões do órgão devem ter. Ora, um juiz é escolhido por concurso público e tem competências tão relevantes quanto aquelas dos TCs. Por que o mecanismo do concurso público não poderia ser utilizado para a escolha dos ministros e conselheiros? É só fazer concursos bem feitos, com provas objetivas, discursivas e de títulos, cumpridos os requisitos constitucionais. 

Os cargos de ministros do TCU e conselheiros do TCEs e TCMs deveriam ser preenchidos por concurso público. No Senado Federal tramita a PEC 7/2014, que pretende estabelecer o concurso público para a seleção de ministros do TCU. Aprovada, ao meu ver, ela valeria também para os outros tribunais de contas. 



No TC/DF, por exemplo, dos seis que ocupam o cargo de conselheiro atualmente, há quatro ex-deputados. Os outros dois vieram das carreiras de auditor e do ministério público, conforme determina a Constituição Federal e a Lei Orgânica. Enquanto a regra é a indicação política, sempre que surgirem novas vagas de conselheiro no TCDF, a sociedade brasiliense deve pressionar os parlamentares e o governador para que escolham técnicos atuantes na área de fiscalização e controle.

terça-feira, 29 de abril de 2014

Candidatos a ministro do TCU são sabatinados

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado promoveu no dia 23/04 sabatina com os candidatos ao cargo de ministro do Tribunal de Contas da União - TCU. Inicialmente, foi indicado para o cargo o Sen. Gim Argello. Depois de forte pressão dos servidores do TCU pela rejeição de Gim, a oposição, capitaneada pelo Sen. Rodrigo Rollemberg, apresentou o nome de Fernando Moutinho, consultor de orçamentos do Senado e ex-auditor do TCU. Gim Argello então desistiu de sua candidatura ao cargo de ministro. Como a oposição lançara técnico para o cargo, a bancada governista apressou-se e apresentou o nome de outro técnico, Bruno Dantas, também consultor do Senado, na área de processo civil. Por fim, o Solidariedade indicou Sérgio Mendes, que é auditor federal de controle externo do TCU.

Em relação a três pontos que destaco, reproduzo as respostas dos candidatos a ministro, que permitem uma boa comparação entre os três. Há técnicos que, de tão políticos, estão mais para a política que para a técnica. Acho que o melhor para o TCU é realmente o perfil técnico. Por isso, entendo que o Fernando Moutinho é a melhor alternativa. Comparem as respostas e tirem suas próprias conclusões.  

Os textos foram extraídos das notas taquigráficas ainda não revisadas. Portanto, em um ponto ou outro, podem ter alguma coisa não muito clara.

Sobre a fiscalização da OAB

Bruno Dantas – “Em primeiro lugar, a natureza jurídica da OAB é de autarquia especial, e todos nós sabemos disso, Senador Pedro Taques. A sua pergunta é sobre se ela se sujeita ao TCU. Essa primeira pergunta quem vai responder não é o indicado Bruno Dantas, mas, sim, o Supremo Tribunal Federal. O Supremo Tribunal Federal já respondeu e disse que a Ordem dos Advogados do Brasil não se sujeita ao controle do TCU. Essa decisão já transitou em julgado.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Distritais pretendem autorizar a farra dos comissionados

Os deputados distritais pretendem aprovar uma Emenda à Lei Orgânica do DF (PELO 57/2013) que, na prática, permitirá a formação dos quadros de pessoal das administrações regionais, demais órgãos e entidades da administração direta e indireta do DF com até 100% de servidores comissionados sem vínculo (não concursados).  

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Andacon apresenta Sugestão de Lei para limitar o número de comissionados

Guto Bello, Presidente da Associação Nacional dos Concurseiros - Andacon, protocolizou hoje (27/02/2014) na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa uma Sugestão de Projeto de Lei para estabelecer limites ao número de cargos em comissão na administração pública federal. A sugestão foi elaborada pelo Prof. Luciano Oliveira, ex-presidente da entidade e consultor legislativo do SenadoFederal, e contou com o apoio formal do Movimento pela Moralização dos Concursos - MMC, coordenado pelo Prof. Wilson Granjeiro. De acordo com Guto Bello, o denominado Movimento Meritocrático Brasileiro - MMB, que surgiu no facebook e mobilizou centenas de concurseiros, também exerceu um importante papel ao levantar a discussão sobre o excesso de cargos comissionados na administração pública. 

A proposta estabelece dois limites percentuais. O primeiro diz respeito à relação entre o número de cargos em comissão e o número de cargos efetivos. Assim, propõe-se que o número de comissionados não ultrapasse 20% do número de cargos efetivos nos poderes Legislativo e Judiciário, 5% no MPU, 2% no Poder Executivo e 1% no TCU. O limite deve ser observado em cada órgão ou entidade. O segundo limite determina que pelo menos 50% dos cargos em comissão devem ser preenchidos por servidores efetivos. Para citar um exemplo da gravidade do cenário atual, no Poder Legislativo, atualmente, o número de comissionados ultrapassa o número de servidores efetivos. 

sábado, 25 de janeiro de 2014

Curso Gratuito "Guia Prático para Aprovação em Concursos Públicos"

Ministrei o curso gratuito "Guia Prático para Aprovação em Concursos Públicos" na Asa Norte, no dia 25/01. As próximas edições acontecerão em Sobradinho, no dia 01/02, e em Taguatinga, no dia 8/02. Para fazer a inscrição, clique aqui.
Em breve serão agendados outros locais. Se você não puder participar nessas datas já agendadas, faça sua pré-inscrição (clique aqui) e você será avisado por email e SMS a respeito de outras datas.